Plano de ação ENM 2030 identifica fragilidades e apoia marítimos

Sabemos que Portugal não tem sido um bom país para os marítimos. As razões são múltiplas e (re)conhecidas. Mas esta situação poderá mudar em breve.


O plano de ação da Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030, publicado em 1 de setembro, reconhece as enormes fragilidades do ensino e formação marítima nacional e propõe várias medidas, apoiando os marítimos.

Também a carreira profissional dos marítimos mereceu atenção, sendo apresentadas medidas para:

  • Melhorar os serviços prestados pela governação com a tutela desta área, acelerando a implementação da legislação em vigor (que continua a aguardar portarias quase dois anos após publicação);
  • Reduzir barreiras administrativas;
  • Eliminar a discriminação entre marítimos através da harmonização fiscal;
  • Desenvolver um estudo de benchmarking para identificar as melhores práticas no âmbito da carreira marítima, focado na organização, tipologia, progressão, formação e papel das entidades públicas e privadas.

INOVSEA – Inovação e competitividade na economia do mar

O projeto INOVSEA será lançado em Viana do Castelo no dia 7 de julho e na Figueira da Foz no dia 8 de julho. No evento será apresentada a estratégia para as regiões costeiras do Alto Minho e Baixo Mondego, bem como o plano de ação e medidas do projeto.

Promovido pela AEVC e a ACIFF, o projeto INOVSEA visa potenciar a inovação nas PME que integram a economia do mar das regiões costeiras do Alto Minho e Baixo Mondego, tendo como base a cooperação e o incremento de competências.

A inovação, o conhecimento e as redes de cooperação são as peças centrais do projeto INOVSEA. Neste contexto, é potenciada a interligação das empresas a centros de conhecimento e de ciência, através da definição de um ecossistema de inovação que possa apoiar e agilizar o crescimento da economia do mar.

Estratégia e plano de ação INOVSEA

O projeto INOVSEA preconiza, entre outras atividades, a definição de uma estratégia para as regiões costeiras, a qual inclui a elaboração de um plano de ação para a economia do mar, para apoiar o posicionamento estratégico de cada uma das fileiras e para antecipar oportunidades de negócio e de cooperação.

O plano de ação tem como pano de fundo a análise ao conjunto de iniciativas relevantes, que têm vindo a ser desenvolvidas no âmbito da economia do mar, estando alinhado com a Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030 e iniciativas internacionais, nomeadamente das Nações Unidas e da União Europeia.

O plano de ação é desenvolvido em parceria com os principais atores representativos das fileiras da economia do mar elencadas, visando consensualizar as prioridades de desenvolvimento a concretizar pelos vários setores de atividade, num horizonte de curto a médio prazo.

SABER MAIS

IV Conferência do Jornal da Economia do Mar

IV Conferência do Jornal da Economia do Mar – Um debate intenso e precioso, que reuniu valiosos painéis de oradores e visitantes interessantes e interessados! (fotos Maria João Magalhães)

Programa do Evento

 

Vem beber um café comigo

Amanhã e depois estarei no Centro de Congressos do Estoril, a participar activamente na IV Conferência do Jornal da Economia do Mar. Vem beber um café comigo! Continuar a ler

Duas boas causas – Portugal e o Oceano

Transformar Portugal num verdadeiro centro marítimo internacional será o desafio a discutir na IV Conferência do Jornal da Economia do Mar. Continuar a ler