Podemos copiar políticas?

A resposta é afirmativa e o processo é conhecido por benchmarking. Mas porque devemos copiar uma política?

O Mar assume tal importância no futuro dos portugueses, e do mundo inteiro, que qualquer tarefa com ele relacionado pode afigurar-se missão impossível ou, pelo menos, exigir um esforço hercúleo. Não é desprovida de sentido esta constatação. Mas não deve toldar-nos a vista ou aprisionar as ações. Todas as grandes questões se resolvem quando tratadas como um processo: com início, meio, pausa para avaliar e celebrar, e de novo início. E todos os bons processos começam com grandes questões:

Continuar a ler

Direito e Economia do Mar – 21 fevereiro – reserve a sua agenda

almoco_amg_p_nd_w

Diálogo com Armando Marques Guedes, Professor Agregado de Direito da Universidade Nova de Lisboa, Vice-Coordenador do Mestrado em Direito e Economia do Mar e reconhecido especialista em Relações Internacionais, Geopolítica e Assuntos do Mar, com especial incidência sobre o Atlântico. Organização Jornal da Economia do Mar. Reserve a sua participação!