Mar, a Terra dos Segredos | Livro

Capa_Mar a Terra dos Segredos

O livro “Mar, a Terra dos Segredos”, resulta da experiência real de trabalho a bordo de um navio de cruzeiros, tendo sido escrito ao longo de 6 meses de navegação. Foca o lado humano, a vida social e profissional a bordo de navios, as emoções, as oportunidades, os desafios, as adversidades. Adicionalmente, descobre uma janela a todos os que olham o Mar como um caminho de futuro.

Leitura recomendada a jovens e estudantes, profissionais do setor marítimo, pessoas em transição de carreira, apreciadores de boa leitura e a todos os que olham o Mar com sentidos.

Encomende hoje mesmo o seu livro “Mar, a Terra dos Segredos”.
Garanta a leitura e a exclusividade de um exemplar autografado para a sua coleção.

Saber Mais

Excertos de “Mar, a Terra dos Segredos”

“A liberdade está aqui mesmo ao lado. Há que olhar para o lado certo. A fronteira não chega sequer a ser uma linha. Antes um azul, um aroma, uma memória. Ou até mesmo nada. O presente é generoso e farto, sem pressa de futuro. Não é mais, nem menos um dia. Os afetos estão no lugar certo. Confirmam-se. Ganham nomes e crescem. Saudade e saudavelmente.”

“Cada dia é uma bênção, o início de uma nova história. Cada dia coloca-nos no palco e pede-nos ação. Com excelência. Sem representação. Sem viver a vida de outros. Cada dia exige compromisso, valor e respeito. Não existe outra forma.”

“Eu penso assim. Não encontro outra explicação. O Mar é o lado feminino do planeta terra. Imenso, pleno de vida, temperamental, perfumado, sensual, secreto.”

“Não receies o erro nem lhe dês razão. Não deixes que se vista de ti e faça seus, os teus passos. Experimenta, ousa, acontece sem receio. Vive a vida como quem escreve um livro. Com sede e com fome, com ideias e com ideais. Impacta a vida que te rodeia com a tua marca exclusiva. Em cada final de dia, questiona-te se valeu a pena. Se sentes o coração vibrar, de mágoa, de saudade ou de paixão, seja do que for. Mas o que for, que seja teu e que te faça gritar, chorar ou sorrir.”

“Sinto-me um homem sem bandeira. Gosto desta liberdade. Melhor, amo esta liberdade. As bandeiras dividem as pessoas, empobrecendo a humanidade. A divisão deveria ser permitida apenas para pão e coração. Nunca para a mente.”

“Se queres estar bem a bordo de um navio, não deixes o tempo passar apressado para outros destinos. Segue orientações mas não esperes por vozes de comando ou manual de instruções. Descobre e renova-te em cada dia. E falando de investimentos, seguros e certos de elevados ganhos de curto a longo prazo, considera as opções por conhecimento, aprendizagem, desafio e obra feita. Com evidências declaradas.“

“Bicho raro, é o teu e o meu nome. Somos diferentes e o mundo estranha. Que estranhe, não lhe chamamos dono. Se pertencermos, e é muito bom pertencer, que seja a um grande amor.”

“Tantas histórias de Marítimos escutadas, assegurando dias ásperos, tinham-me assustado, sequestrado a coragem e exigido desproporcionado resgate. Não foi bem assim. Não é bem assim.”

“Arcos e íris choveram-me completo. Lembro-os mornos e abundantes. A vida quis-me mais nesse dia. Aproximou-se e, sem maneiras, tomou-me de abraços e levantou-me do firmamento. Perdi-me.”

“Existe um défice de líderes no Mar. Vais encontrar muitas pessoas a dar ordens. Vais sentir poucas competências sociais. Vais ficar desapontado, até mesmo triste e irritado. Pensarás “Não deveria ser assim”. Tens razão. Liderança corresponde a partilha de responsabilidades, trabalho de equipa e celebração. Não implica desrespeito nem sequer é palco de estrelas.”

“Queria dizer-te o quanto te amo. Queria sussurrar-te ventos de paixão. Queria colher frutos nos teus braços. Queria brincar e correr de mão dada pelos teus campos. Pertencer-te.”

“Num navio, a paisagem pode mudar de altas montanhas para infinitas planícies, em poucos segundos. Mais rápido que as mudanças de tempo. Por esta razão, a falta de conhecimento é algo muito perigoso. Igualmente, a ausência de uma perspetiva 360, do espaço e das pessoas. É fundamental estar preparado para os piores cenários. E para a melhor performance.”

“Passaram por ali as quatros estações do ano numa correria. Brilhou o sol e choveu a cântaros. E não percebemos nada. Percebemos tudo.”

“Trabalhar num navio não é o problema. O problema é acreditar que tudo está feito. E bem feito. Que sempre se fez assim. Esquecer a questão e os porquês. Adormecer a paixão de aprender, avaliar, formar, evoluir, desafiar, crescer. É fundamental captar vitalidade, desenvolver e fixar talento. Gerir e liderar, construir equipas, comunicando, motivando. Um centímetro mais de competitividade, a cada novo dia. Uma cultura empresarial.”

 

 

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.