Vontade de Bem Fazer

999181_1400673606838240_1432887215_n

No âmbito de protocolo de colaboração, estabelecido pela Marinha Portuguesa com várias instituições de ensino, incluindo a Escola Superior Náutica Infante D. Henrique, tornou-se possível o embarque e a formação de alunos durante fins-de-semana, a bordo de navios da Armada, lado a lado com cadetes da Escola Naval.
Iniciativa de extrema importância e relevância, demonstrando claramente a abertura e a colaboração entre instituições, potenciando sinergias e a partilha de conhecimento.

A recente participação de um aluno ENIDH num dos referidos embarques, a bordo da fragata NRP D. Francisco de Almeida, em missão SAR (Busca e Salvamento) é, pela sua relevância, partilhada através da plataforma Transporte Marítimo Global:

“Os resultados não podiam ser melhores, ultrapassando todas as expectativas.
A recepção calorosa por parte de toda a guarnição do navio, a formação em organização, sistemas e processos, o acompanhamento de actividades na ponte, no controlo de operações e no controlo da plataforma, surpreenderam todos os alunos e cadetes presentes.
O acesso à casa da máquina e à casa do leme, permitiu sentir de perto as instalações propulsoras e auxiliares, assim como o aparelho de governo, sair dos livros para uma realidade maior e marcante.
Da guarnição, exemplarmente liderada pelo Comandante Silvestre Correia, evidenciou-se em todos os momentos a boa gestão e o profissionalismo, o conhecimento e o treino constante, uma equipa responsável e motivada, provando a qualidade e fibra dos recursos humanos da Marinha, a vontade de bem fazer.
Dos cadetes da Escola Naval, liderados pelo Capitão-Tenente Cervaens Costa, destaque para o comportamento exemplar, o rigor e a atenção, a educação e a postura vertical, honrando valores éticos.
Dos alunos do Instituto de Odivelas, uma boa atitude, boa disposição e postura ávida de conhecimento.

Em conclusão, uma extraordinária oportunidade de aprendizagem e de partilha, num ambiente de excelência e de tecnologia avançada. Um exemplo a seguir!”

NRP_F334s

Sobre a fragata NRP D. Francisco de Almeida
O NRP D. Francisco de Almeida é o segundo navio da classe Bartolomeu Dias. Foi construído em 1994, nos estaleiros Royal Koninklijen Marine, tendo sido o sétimo navio da classe Karel Doorman ao serviço da Marinha Holandesa.
Foi aumentado ao efectivo da Marinha Portuguesa em 15 de Janeiro de 2010, tendo participado em inúmeras missões e exercícios nacionais e internacionais. Destaque para a Operação Ocean Shield em 2011, em que o navio foi integrado na Força Naval da NATO, participando activamente nas acções de combate à pirataria na zona da Somália.

CARACTERÍSTICAS
Comprimento: 122,25 metros
Boca: 14,4 metros
Deslocamento: 3320 toneladas
Calado: 6,2 metros

PROPULSÃO
Sistema de propulsão CODOG (Combined Diesel or Gas)

2 Motores Diesel, Stork Wartsilä 12SW280
4 tempos, 12 cilindros em V, sobrealimentado
Potência Nominal por Motor: 3680 KW (1000 rpm)
Velocidade de rotação máxima: 1000 rpm (135 rpm no veio)
Velocidade com propulsão por Motores Diesel: 18 nós

2 turbinas a Gás, Rolls Royce
Potência por Turbina: 18 MW
Velocidade de rotação máxima: 5000 rpm (200 rpm no veio)
Velocidade com propulsão por Turbina: 29 nós

2 Caixas Redutoras Schelde
2 Linhas de veios, cada com 46,83 metros
2 Hélices de passo variável com 5 pás ajustáveis, diâmetro 4,2 metros

GUARNIÇÃO
Oficiais: 20
Sargentos: 40
Praças: 98
Total: 158
Destacamento de Helicóptero: 15