Maior navio do mundo – Maersk Triple E

O futuro do Transporte Marítimo e/ou o Transporte Marítimo tem muito futuro!
O números são impressionantes e o grafismo permite-nos ter uma melhor percepção, do impacto que esta nova classe de navios terá na nossa sociedade.

Maersk_TripleE_800

Os novos navios Maersk classe Triple-E, destacam três princípios de desenvolvimento: Economia de escala, Eficiência energética e ambientalmente (Environmentally) melhorado, permitindo reduzir as emissões de CO2 em 50% por contentor movimentado.

O primeiro navio desta classe está já em operação e foi baptizado com o nome Maersk Mc-Kinney Møller, em memória de Arnold Mc-Kinney Møller, filho do fundador da Maersk, que trabalhou até falecer em 2012 com 98 anos.

A operação normal do navio deverá ser realizada com uma tripulação de 19 pessoas. É, contudo, possível operar o navio com um grupo de 13. Se necessário, o navio pode acomodar um total de 34 pessoas.
Estes navios serão demasiados grandes para atravessar o Canal do Panamá expandido e a sua principal rota deverá ser a ligação Ásia-Europa através do Canal do Suez.

Características principais:
Capacidade: 18.000 TEU
Comprimento: 400 metros
Calado: 14.5 metros
Boca: 59 metros
Altura: 73 metros
Porte Bruto: 165.000 toneladas
Propulsão: 2 Motores Diesel MAN gémeos, a dois tempos com curso ultra-longo, 32 Megawatts (43,000 hp) cada, com consumo de combustível de 168 g/kWh
Hélices: 2 Hélices gémeas, com quatro pás e 9.8 m de diâmetro
Velocidade óptima: 19 nós
Velocidade máxima: 25 nós
(À velocidade de 20 nós o consumo de combustível é reduzido em 37%; à velocidade de 17,5 nós o consumo de combustível é reduzido a metade)

Nota: O maior navio já construído foi o super-petroleiro Knock Nevis (458 metros). Este navio já não está em serviço tendo sido desmantelado.

Fonte da imagem: www.marineinsight.com